Precisamos falar sobre isso: homem morre espancado ao tentar defender vítimas de uma injustiça 

Começo este texto com uma reflexão, atribuída à Augusto Cury Augusto Cury(não fui checar se é dele mesmo mas vale refletir ) :                                                                                      

“Muitos empregados querem ser empresários, muitos empresários querem ser políticos, muitos políticos querem ser reis, muitos reis querem ser deuses, mas para espanto das ciências humanas, o único homem que foi chamado de filho de Deus queria ser servo.”

 *Dr Augusto Cury.*

Inevitavelmente me lembro do Sr. Luis Carlos Ruas, sim o ambulante tem nome, prenome, sobrenome, e até apelido: Índio 

Mas no Google você só encontrará como : “ambulante espancado”, por fim estão ocorrendo atos públicos, manifestações, enterro marcado por muita emoção.

E antes disso ? Onde estávamos ?

Quantas e quantos de nós observou passivamente sem ” se meter” nesta briga de “desocupados ”

Pois então (que fique bem claro desde já que não estou comparando ) mas Aquele que veio para nos salvar teve um tratamento desumano e hostil por parte da ” turba”que exigia sua condenação por ser o filho de Deus, o Rei dos Reis e no final ainda pediu perdão ao Pai pois não sabíamos o que fazíamos …

E no dia de Natal em que esse homem que trabalhava desde os 9 anos foi espancado não sabíamos de nada ? Porque ele se levantou contra uma injustiça ? Onde estávamos que não o defendemos ?

Em um mundo que o errado vira certo que a esperança já perdeu o caminho de casa, fica mais uma lágrima inserida na Alma feito tatuagem, acrescento várias pelas crianças de Aleppo, pela nossa ” democracia ” em que nem o STF é respeitado, pelos artistas que perdemos neste ano, pelas lutas que já começam em vão.

Retrospectiva 2016… não dá porque ainda não acabou e pelo andar da carruagem muita coisa há por vir

“Você se tornou amarga?” “Não tem mais fé?” ” não acredita no ser humano ?” Acredito que a transformação vem de dentro não de fora, e que tudo isso, essas tristezas e injustiças infinitas passam a ser mais um tema para falar durante a semana seja no facebook, no cabeleireiro, à beira da praia, e quando este tipo de “coisa” te pegar, o que você vai fazer ? Como vai agir ? A quem você vai prestar contas ? A sua consciência… alimente-a de valores reais, de ensinamentos simples que Jesus nos deixou e que o Sr. Ruas, o Índio, mártir de uma ferida social tão profunda quanto um buraco negro : a indiferença …

Meu pedido para 2016, 2017 e pro resto da vida ? Não sejam indiferentes … o silêncio dos bons fortalece os maus e quero um mundo onde os bons sejam presentes e fortalecidos 

Assim termino minha reflexão e convido-os a seguir comigo .

Para quem não acompanhou matéria mais recente :  Luis Carlos Ruas

Precisamos falar sobre isso
Precisamos falar sobre isso

Autor: Ju Hodar

Mãe , Esposa e Profissional Apaixonada por crianças e tudo o que podemos aprender e ensinar . Não lido bem com gente de mau humor Arranjo sempre um tempinho para ficar bem comigo mesma! Sou vaidosa e gosto de inspirar outras mães. Amo moda, maquiagem, cosméticos, perfumes, flores, viagens, passeios, conversas, livros, gatos, comida boa, enfim, amo a vida.... Produzo muito conteúdo digital! Sejam bem vindos !

Deixe uma resposta